domingo, 29 de janeiro de 2017

O PRIMEIRO GOL NÃO SE ESQUECE...


Eu vi o primeiro gol afeano

Dia 13 de maio de 1951.
As carteirinhas de filhos de sócios ferroviários da AFE-Associação Ferroviária de Esportes, ainda não estavam prontas.
Nos monumentais portões do Estádio Municipal Dr. Siqueira Campos –(depois Estádio Municipal Cândido de Barros e hoje, propriedade do Clube Araraquarense), havia uma mesa onde estava a relação de sócios e filhos de sócios. O Oswaldo Vicente Ferreira (não confundir com o deputado Oswaldo Santos Ferreira) era encarregado de conferir a situação de cada um que chegava ao local do 1º jogo da AFE, contra o E C Mogiana, de Campinas.(as duas equipes eram oriundas de ferroviários – EFA/Araraquara e Mogiana-(Mogi Mirim e Mogi Guaçú.)
Meu pai, Onofre, então funcionário do setor de ferraria da EFA não teve dificuldade pra entrar.
Eu com 14 aninhos senti a maior emoção.
Ir ao Estádio para ver a estreia da AFE, um Clube que viria em pouco tempo, representar o academismo do futebol interiorano. (a história da AFE todos conhecem e sabem que seria impossível, descrever tudo aquilo que o Clube grená proporcionou aos torcedores de todo o Interior)
O goleiro era Tino, que até hoje, vive em São José do Rio Preto e de vez em quando aparece aqui por Araraquara para matar saudades.
E a AFE venceu por 3 a 1. Mas o que ficou na memória deste modesto torcedor foi a confecção do 1º gol grená, através de Fordinho. Vibrei muito ao lado do meu pai e de centenas de torcedores da nova agremiação, fundada em 1950, pelo Engenheiro Antonio Tavares Pereira Lima.
Guardo até hoje essa honra de dizer pra todo mundo, principalmente aos mais jovens torcedores da AFE, que eu ví o primeiro gol dessa história gloriosa da Associação Ferroviária de Esportes.
-.-

sábado, 28 de janeiro de 2017

CHEFE DOS JOGOS EM SERTÃOZINHO


PAULO GONZALEZ NO COMANDO

Na sexta-feira (27), no Centro Internacional de Convenções “Dr.Nelson Barbieri”, foi realizada uma reunião geral dos responsáveis pelo esporte em todos os municípios da 5ª Região Esportiva.
Os responsáveis pela Coordenadoria de Esportes, da Secretaria Estadual da Juventude, apresentaram o calendário oficial para 2017. (regras, regulamentos, datas, etc)
Sertãozinho
E entre as novidades, foi confirmado o nome do Prof. Paulo Teixeira Gonzalez para a Chefia dos Jogos Regionais programados para a cidade de Sertãozinho.
Pela sua larga experiência, Paulinho Gonzalez, por sí só, representa garantia de uma boa disputa regional.
-.-

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

FERROVIARIA/FUNDESPORT NO BRASILEIRÃO



BRASILEIRO DE FUTEBOL FEMININO

A CBF informou oficialmente os nomes dos 16 clubes que disputarão o Campeonato Brasileiro de futebol feminino da Divisão A-1 em 2017.
Ferroviária/Fundesport/Araraquara; AUDAX/Osasco; S. José dos Campos; Rio Preto E.C; Santos F.C; S.C. Corinthians Paulista; A. A. Ponte Preta; C. R. Flamengo; Vitória de Santo Antão/Pernambuco; Vitória da Bahia; Foz Catarata, de Santa Catarina; Iranduba/Amazonas; Kindermann, de Santa Catarina; Grêmio, de Porto Alegre; Sport Recife e São Francisco do Conde/Bahia.
O certame começará no mês de março e terminará em agosto.
A tabela será divulgada nos próximos dias.
-.-

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

TÓPICOS DA HISTÓRIA DA AFE



‘BOCA DO LIXO” - INIGUALÁVEL !

“Os tempos são outros.”
Mas que dá saudade, não há dúvida.
Mingão Funileiro, Mingão Batateiro, Cidú –(do chapéu quebrado na testa), Fuad, Gasolina e outros.
Era só alegria.
As gerais do Estádio da Fonte, eram denominadas de ” Boca do Lixo.”
Aquela “ turminha” agitava mesmo.
Na minha carreira, quando em julho de 1972, fiz minha estreia na Equipe Cultura de Esportes, transmiti do Estádio do Canindé, o jogo entre a Portuguesa e a AFE.
E lá no “fortim” da LUSA, eu fazia uma transmissão, e pela primeira vez, com escuta pela Frequuencia Tropical da Cultura. (que era um “canhão” de poderosa).
O Toninho Rodrigues dos Santos me disse “olha lá naquele cantinho do Estádio – o pessoal da Boca do Lixo – mande um alô pra eles. “alô alô torcida da boca do lixo – aquele abraço.” Eles levantaram os braços e me saudaram, de longe. Que emoção !
Foi um período, diria, até romântico da minha locução esportiva.!
Que saudade daquela gente.
-.-

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

COLUNA 10...TACANDO DE JANEIRO DE 2017



10 de janeiro de 2017
1 – No próximo dia 16, haverá eleição para a nova Diretoria da LIBA-Liga Bochófila de Araraquara.Flaviano é candidato à reeleição.
2 – E os Parabéns ao João Lopes e Diretoria da LAF-Liga Araraquarense de Futebol. O futebol amador de Araraquara, agradece.
3 – Douglas Onça, o eterno “garoto de ouro” da Vila Xavier, uma lenda viva do nosso futebol. Aquele abraço !
4 – E que neste novo ano, a Ferroviária tenha uma trajetória eficiente para alegria de sua torcida.
5 – E que as autoridades consigam recuperar o Estádio Rubens Cruz –(Ex Palmeiras E C) , e deem um trato especial no Estádio Adair Pavanelli.
6 – E mais – e que resolvam de vez, o problema do “gramado” do Estádio do Botânico.
7 – Nhô Zélio, um dos melhores apresentadores sertanejos, dá o seu simpático recado, na Radio Brasil FM – 104,9 mhz.
8 – Alô alô torcida de futebol do Jardim das Hortências – parabéns pela sua vibração.
9 – ARARAQUARA – ano 200 – Quanta história pra contar. Saudações antecipadas para a gente de Araraquara. Que este seja um bom ano, realmente.
10- “seo” Wilson, coloca o meu nome na sua coluna ? –Pronto, tá atendida, dona Paula Cardoso, eficiente jornalista de Araraquara. Feliz Ano Nov

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

OS CÃES ADORARAM...


VIVA A CRISE !

Todo mundo reclamando da crise. Na posse dos milhares de Prefeitos, em todo o País, só se ouviu reclamação.
Com exceção dos Prefeitos reeleitos, todos os demais fizeram apenas um discurso –“diminuição do número de secretarias, extinção de cargos comissionados, contenção de despesas, etc etc etc.
Mas em todas as regras, existem exceções.
E a motivação do título deste artigo, veio através de manifestações caninas. Destaques especiais para as cachorrinhas Jade e Móli e o cachorrinho Tobi Júnior.
“Flagrei” a conversa dos três simpáticos representantes da classe canina.”
O Tobi Júnior comentava com as simpáticas Móli e Jade, sobre a importância indescritível da chamada crise tão detestada pelos seres humanos.
“entre outras coisas, o Tóbi Junior dizia – que bom que “eles” estão sem dinheiro. Gastaram menos nos terríveis rojões e quem ganhou fomos nós, pobres mortais caninos. Que passagem de ano mais gostosa. O barulho foi muito menor. Salve salve a tal de crise. Que a corrupção continue. Quanto menos dinheiro nas mãos humanas, mais silencio para nós, da classe cachorreira.
-.-